amo-te

Sempre tu…

Publicado em Atualizado em

images

Tu. Sempre tu. Mas porquê tu? Tu de manhã, à tarde, à noite e de madrugada. Mas porquê tu? Tu que me iludiste, magoaste, abandonaste, tu que me deixaste sozinho e me fizeste chorar. Porque é que mesmo depois de tudo isto é de ti que sinto falta? Porque é que mesmo assim é a ti que quero contar o que de bom e mau me acontece dia a dia? Mas porquê tu?
…O amor verdadeiro é assim, quando bate é a sério, quando entra no coração nem o tempo o tira de lá. Quando é verdadeiro a gente não desiste e arranja sempre forças para lutar mais um dia, mais uma noite, mesmo sabendo no fundo que nos vamos magoar de novo. Porque debaixo desta raiva, mágoa, tristeza e solidão, mora ainda a saudade no coração e a vontade de voltar ao que era. Mas para quê conhecer-te com o tempo se tu mudas diariamente? Para quê conhecer-te por inteiro se agora só ligas aos ferraris? Para quê saber-te os detalhes se agora só queres o que tanto criticavas nos outros? Mas mesmo assim é em ti que pára o meu pensamento. Tu, sempre tu. Passe o tempo que passar. Vou sempre pôr na cabeça que estou a seguir em frente mas na verdade basta olhar-te para perceber que o meu coração ainda espera o teu, voltarem a bater bem junto um do outro. Mesmo que eu não o queira, mesmo que peça aos céus conseguir esquecer os teus lábios, a tua cara de sono pela manhã, o quanto te apaixonavas pelo meu olhar e fazias aquele sorriso tonto que eu tanto amava… Mas porquê tu? Quando é que vou perceber que não vale mais a pena lutar por alguém que mudou tanto ao ponto de ter agora o orgulho maior do que o coração? Desisto, desisto daquilo pelo qual não foste capaz de lutar. Mudaste, imenso. Posso ainda te amar mas não te quero de volta. Tornaste-te fútil... Um dia vais perceber que percebeste tarde demais, até lá continua à procura dos decotes e roupas curtas para sair a festas e casos de uma noite, é certamente isso que te dará conforto, que cuidará de ti quando estiveres doente, que te dará apoio quando estiveres em baixo. O mais triste é as tuas amigas me dizerem para eu não desistir de lutar por ti, mas sabes que mais? Eu já nem te reconheço.

Odeio-te

Publicado em

11053409_905876562818963_220301774178599369_n

“Eu tenho inveja de ti,

por isso é que eu te odeio e não falo de amor porque sinto que tens amor de sobra em ti,

não sei o que fazes nem como fazes,

mas com a cabeça no meu peito, sem falares tu das-me frases de conforto,

sou louco por invejar o teu sorriso,

o teu jeito de deixares tudo perfeito e nem dares conta disso,

nunca te disse, eu sei,

talvez com receio de perceberes de quão especial és!

e não me quereres mais como Rei… Rainha espero que entendas!

Que ainda sinto borboletas enquanto aguardo que atendas os meus telefonemas,

e o que é que aconteceu? pergunto eu as paredes do quarto

pintadas por nós em Março,

o nosso espaço… mais que tinta, mais que cor, foi o nosso passo em frente

e tu não mudaste continuaste transparente,

quero entregar-te numa bandeja parte do que sou,

enquanto parte do que fui, parte e já não volta não.

É que o tempo não volta a trás,

mas as vezes fico vê-lo a passar…

e quanto mais tempo, mais eu percebo…

é contigo que eu quero ficar”

nts – Odeio-te

#novostempos