amor eterno

Sempre tu…

Publicado em Atualizado em

images

Tu. Sempre tu. Mas porquê tu? Tu de manhã, à tarde, à noite e de madrugada. Mas porquê tu? Tu que me iludiste, magoaste, abandonaste, tu que me deixaste sozinho e me fizeste chorar. Porque é que mesmo depois de tudo isto é de ti que sinto falta? Porque é que mesmo assim é a ti que quero contar o que de bom e mau me acontece dia a dia? Mas porquê tu?
…O amor verdadeiro é assim, quando bate é a sério, quando entra no coração nem o tempo o tira de lá. Quando é verdadeiro a gente não desiste e arranja sempre forças para lutar mais um dia, mais uma noite, mesmo sabendo no fundo que nos vamos magoar de novo. Porque debaixo desta raiva, mágoa, tristeza e solidão, mora ainda a saudade no coração e a vontade de voltar ao que era. Mas para quê conhecer-te com o tempo se tu mudas diariamente? Para quê conhecer-te por inteiro se agora só ligas aos ferraris? Para quê saber-te os detalhes se agora só queres o que tanto criticavas nos outros? Mas mesmo assim é em ti que pára o meu pensamento. Tu, sempre tu. Passe o tempo que passar. Vou sempre pôr na cabeça que estou a seguir em frente mas na verdade basta olhar-te para perceber que o meu coração ainda espera o teu, voltarem a bater bem junto um do outro. Mesmo que eu não o queira, mesmo que peça aos céus conseguir esquecer os teus lábios, a tua cara de sono pela manhã, o quanto te apaixonavas pelo meu olhar e fazias aquele sorriso tonto que eu tanto amava… Mas porquê tu? Quando é que vou perceber que não vale mais a pena lutar por alguém que mudou tanto ao ponto de ter agora o orgulho maior do que o coração? Desisto, desisto daquilo pelo qual não foste capaz de lutar. Mudaste, imenso. Posso ainda te amar mas não te quero de volta. Tornaste-te fútil... Um dia vais perceber que percebeste tarde demais, até lá continua à procura dos decotes e roupas curtas para sair a festas e casos de uma noite, é certamente isso que te dará conforto, que cuidará de ti quando estiveres doente, que te dará apoio quando estiveres em baixo. O mais triste é as tuas amigas me dizerem para eu não desistir de lutar por ti, mas sabes que mais? Eu já nem te reconheço.

Um dia vais saber…

Publicado em Atualizado em

grey-e-anastasia

Sabes porque acabamos assim? Porque não fomos capazes de ver os sinais que perdemos… e tentar supera-los!

Gostaria que desfizesses as malas e te acalmasses, pois problemas toda a gente tem, independentemente estejam constantemente a acontecer entre nós.

Não penses que é tarde! Porque nada está errado, enquanto tiveres esperança em mim… Em que um dia eu volte, e, de algum modo, tente arranjar o que se passa na relação, e volte a ficar tudo bem! Mas agora não…

Vais-te questionar várias vezes quando irá ser. Vais pensar que estou a brincar com os teus sentimentos e vais querer desistir…

Só te peço que lutes comigo, pois lá no fundo sabes bem que não sou de brincadeiras! Quando prometo, cumpro… És a que melhor sabe disso!

Depois de reunirmos os corações novamente, o passado escuro vai ficar esquecido… e a história vai ser contada de maneira diferente. Exactamente como um romance! Vamos reescrevê-lo com um final feliz, em vez de um terror de hollywood!!

Nada dura para sempre…

Publicado em Atualizado em

tumblr_l6o3qqjSyv1qabqd5o1_400_large

“Era uma vez…” Eu e tu a dar-mos o primeiro beijo num canto, perto de minha casa. Foi o primeiro passo de um sentimento, à priori estranho, que causava cocegas na barriga… mas com o passar do tempo parecia tornar-se cada vez mais eterno! Parecíamos uns tolos apaixonados. Sem pensar em consequências, envolvemos-nos, ignoramos opinião de outros, não pensávamos em mais nada, a não ser tu e eu…
No meio de tantas brincadeiras, abraços, pulos, beijos e amassos, juramos fidelidade e eternidade… Isso levou a planeamentos… ( quão bom era sonhar com o que planeávamos para nós ).
Complicações vieram… o sonho cada vez mais teimava em acordar-me… mas eu queria permanecer a sonhar… Porque éramos felizes, e nada mais interessava.
A questão é: não fomos fortes o suficiente para enfrentar os problemas?… Ou nada está destinado a ser para sempre?…
“Nada dura para sempre”, é a desculpa ideal para omitir erros, sejam de um ou de outro.
Não te podes queixar das oportunidades que te dei… de voltar a sonhar, a pular e a planear um futuro lindo. Também me podes culpar de querer o meu espaço… porque o amor é sinónimo de cara metade, sinónimo de completar… não de sermos um só… isso é meramente impossível! Enfim… “nada dura para sempre…”
Agora estamos mais distantes, se o amor nos unisse, os km não seriam desculpa para nada… Enfim… “nada dura para sempre…”
Nada tem explicação para um desfecho terrível de laços tão profundos e unidos, que em pouco tempo se tornaram no motivo principal de não nos queremos voltar a ver um ao outro…
Se nos voltarmos a encontrar, a desculpa que iremos dar sobre o nosso passado sabes qual é? “Enfim…nada dura para sempre…”