love

A carta de despedida…

Publicado em

tumblr_lbaandqgvf1qe1e6do1_500_large

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sim, admito que, apaixonei-me pela vida desde que decidiste partir.. Apesar de sentir que metade de mim está em falta, comecei a olhar para o bom que a outra parte de mim me pode dar…Mesmo com a tua ausência. Só me fizeste perceber que afinal não eras o melhor de mim.. E que o melhor de cada um, está em nós próprios!

Não ficarei com remorsos ou arrependimentos pelo tempo perdido contigo… Porque não foi assim tão perdido. Neste tempo, aprendi, aprendi a amar-me mais do que nunca; aprendi que palavras certas podem ser usadas por pessoas erradas. Promessas e ilusões são feitas mas apenas um de nós conseguiu dizê-lo com sinceridade. Por isso, até te devia agradecer! Por teres sido o “perfeito exemplo” na minha vida. O exemplo que me ensinou que nada é certo nesta existência, a não ser a família. Mesmo tendo abdicado da minha atenção e tempo para eles por ti, continuo a agradecer-te! Pois nunca mais vou cometer esse erro!

Hoje, sinto-me capaz de me sentar ao teu lado, e tentar perceber as razões que te levaram a tomar essas decisões radicais de um momento para outro. E capaz, também, de conhecer o teu novo “eu”, para quem sabe, um dia mais tarde voltarmos a ser amigos… Espero que não tenhas ficado ofendida pelos insultos nas horas seguintes ao desastre… Era a frustração e o sentimento de revolta que circulava no sangue. Porque não, não se deve falar mal de quem já nos fez feliz um dia…

Mais tarde, cairás na realidade, e de mim te lembrarás … Não quero arrependimentos teus, muito menos, pedidos de desculpas. Quero apenas que me digas que aprendeste com os erros. E que estarás pronta para amares e te entregares a alguém novamente. E será aí que a nossa história terminará…

Odeio-te

Publicado em

11053409_905876562818963_220301774178599369_n

“Eu tenho inveja de ti,

por isso é que eu te odeio e não falo de amor porque sinto que tens amor de sobra em ti,

não sei o que fazes nem como fazes,

mas com a cabeça no meu peito, sem falares tu das-me frases de conforto,

sou louco por invejar o teu sorriso,

o teu jeito de deixares tudo perfeito e nem dares conta disso,

nunca te disse, eu sei,

talvez com receio de perceberes de quão especial és!

e não me quereres mais como Rei… Rainha espero que entendas!

Que ainda sinto borboletas enquanto aguardo que atendas os meus telefonemas,

e o que é que aconteceu? pergunto eu as paredes do quarto

pintadas por nós em Março,

o nosso espaço… mais que tinta, mais que cor, foi o nosso passo em frente

e tu não mudaste continuaste transparente,

quero entregar-te numa bandeja parte do que sou,

enquanto parte do que fui, parte e já não volta não.

É que o tempo não volta a trás,

mas as vezes fico vê-lo a passar…

e quanto mais tempo, mais eu percebo…

é contigo que eu quero ficar”

nts – Odeio-te

#novostempos

Um dia vais saber…

Publicado em Atualizado em

grey-e-anastasia

Sabes porque acabamos assim? Porque não fomos capazes de ver os sinais que perdemos… e tentar supera-los!

Gostaria que desfizesses as malas e te acalmasses, pois problemas toda a gente tem, independentemente estejam constantemente a acontecer entre nós.

Não penses que é tarde! Porque nada está errado, enquanto tiveres esperança em mim… Em que um dia eu volte, e, de algum modo, tente arranjar o que se passa na relação, e volte a ficar tudo bem! Mas agora não…

Vais-te questionar várias vezes quando irá ser. Vais pensar que estou a brincar com os teus sentimentos e vais querer desistir…

Só te peço que lutes comigo, pois lá no fundo sabes bem que não sou de brincadeiras! Quando prometo, cumpro… És a que melhor sabe disso!

Depois de reunirmos os corações novamente, o passado escuro vai ficar esquecido… e a história vai ser contada de maneira diferente. Exactamente como um romance! Vamos reescrevê-lo com um final feliz, em vez de um terror de hollywood!!

Nada dura para sempre…

Publicado em Atualizado em

tumblr_l6o3qqjSyv1qabqd5o1_400_large

“Era uma vez…” Eu e tu a dar-mos o primeiro beijo num canto, perto de minha casa. Foi o primeiro passo de um sentimento, à priori estranho, que causava cocegas na barriga… mas com o passar do tempo parecia tornar-se cada vez mais eterno! Parecíamos uns tolos apaixonados. Sem pensar em consequências, envolvemos-nos, ignoramos opinião de outros, não pensávamos em mais nada, a não ser tu e eu…
No meio de tantas brincadeiras, abraços, pulos, beijos e amassos, juramos fidelidade e eternidade… Isso levou a planeamentos… ( quão bom era sonhar com o que planeávamos para nós ).
Complicações vieram… o sonho cada vez mais teimava em acordar-me… mas eu queria permanecer a sonhar… Porque éramos felizes, e nada mais interessava.
A questão é: não fomos fortes o suficiente para enfrentar os problemas?… Ou nada está destinado a ser para sempre?…
“Nada dura para sempre”, é a desculpa ideal para omitir erros, sejam de um ou de outro.
Não te podes queixar das oportunidades que te dei… de voltar a sonhar, a pular e a planear um futuro lindo. Também me podes culpar de querer o meu espaço… porque o amor é sinónimo de cara metade, sinónimo de completar… não de sermos um só… isso é meramente impossível! Enfim… “nada dura para sempre…”
Agora estamos mais distantes, se o amor nos unisse, os km não seriam desculpa para nada… Enfim… “nada dura para sempre…”
Nada tem explicação para um desfecho terrível de laços tão profundos e unidos, que em pouco tempo se tornaram no motivo principal de não nos queremos voltar a ver um ao outro…
Se nos voltarmos a encontrar, a desculpa que iremos dar sobre o nosso passado sabes qual é? “Enfim…nada dura para sempre…”

Lembra-te do que fomos…

Publicado em Atualizado em

7269_ad9c

Éramos um só…
Vivemos como se não houvesse mais nada no mundo, a não ser… tu e eu!
Ri-mos e choramos, partilhámos, ama-mos…
Até um dia… em que tudo terminou. Culpa de ambos!
Um não valorizava e outro chorava… Tudo porque o meu mundo deixou de ser nós e vice-versa…
Se não me tivesses encostado num canto da gaveta, nunca teria havido dúvidas nem desconfianças… Nunca teria agido da mesma forma que tu… encostar-te num canto da gaveta…
Agarrei-me a música e pensamentos, numa tentativa de afogar as mágoas… Tu agarraste-te a outras pessoas… na tentativa de te mostrares forte (penso eu), ou então simplesmente com eles quiseste estar e não comigo…
Corria contra ventos e tempestades por ti, desaproveitei e larguei quem me valorizou…
Hoje arrependo-me. Penso em nunca mais voltar atrás na minha decisão… Mas o amor e a saudade bate mais forte quando fotos que retratam momentos nossos felizes encontro…
E se um dia voltamos a ser amigos e a paixão surge novamente? Acabarei na mesma situação… Por isso afasta-te de mim, e é tudo o que eu te peço…

Amo ser feliz e desprezo quem me tenta parar!

Publicado em Atualizado em

tumblr_mi2yd0eVyB1rm2g09o1_500

Não és a única pessoa que quando está feliz com alguém, ou alguma coisa, põe o mundo de lado para ter todo o tempo dedicado a ela. Às vezes perguntas-te porque é que assim o fazes! É simples… fazes porque amas e ao te dedicares no que amas sentes-te melhor… Não é verdade?

Vais recebendo aqueles avisos de amigos, ou até insultos de outros… Tudo porque se preocupam e outros te invejam. Tu refletes sobre o que os teus amigos te dizem em relação a esta situação…no entanto, continuas a fazer o mesmo e sabes porque? Porque te faz sentir bem e aumenta a tua felicidade. E pões de parte os outros!

Podemos-nos chamar de aventureiros, porque arriscamos. Já os antigos diziam “quem não arrisca não petisca” e nós petiscamos sem pensar em consequências ou finais…

Também sabes que essa felicidade pode ser só por uns instantes…que poderá não ser para sempre e que nesse caminho de escolhas poderás ter deixado alguém para trás, que mais tarde te vai dizer “eu avisei-te” e virar-te às costas… Mas continuamos a arriscar! 

Lembra-te que se viraram costas por te dedicares e arriscares a um propósito que poderia ser o maior na tua vida, é porque não mereciam que dedicasses um pouco de atenção neles… Por isso continua a viver aventuras que te fazem feliz! Continua a creditar em pequenas coisas que se podem tornar num tudo e viveres um “in love” para sempre.

Foi apenas um desabafo de alguém que vive e arrisca como tu!