work

Depois do fim… Tu é que tens razão!

Publicado em Atualizado em

lost-71167_960_720

 

“és bandido… não sabes viver…sai de casa… és deprimente… deixa-me viver…”

Estas são algumas das “acusações” feitas a alguém que ama, se preocupa, discute quando vê algo errado…

Este é um lema de quem quer cuidar. Infelizmente é assim…

Hoje, vivem sem pensar em consequências, sem pensar num futuro, no que o hoje poderá trazer amanhã… Daí não darem importância, não cuidarem…

E nós… os que amamos e cuidamos… Será esta a nossa maneira de viver? Cuidar e amar quem no fundo nem te quer ver.

Damos conta, mas no fundo nem queremos saber. Apenas nos focamos em manter feliz a pessoa que faz de nós um ser… Um ser… nem sempre motivado, arrastado pelas emoções que lhe vai trazendo o fado.

No fim de contas, sentimos-nos culpados sem culpa ter… O único pensamento que vagueia na nossa cabeça, é morrer… 

Sentimento errado, embora na nossa cabeça acertado, faz de nós prisioneiros na nossa própria mente. Afundamos-nos em lágrimas e isolamos-nos ficando com a alma demente…

A pessoa que nos culpava… Sim! Aquela que nos “amava”, enquanto tu drenavas as mágoas, ela estava a usufruir de uma “liberdade mental” que não passava de um sentimento anormal, porque no fundo já não tinha o fardo às costas de quem… amou mal…

Conta uma relação que aos nossos olhos não a reconhecemos… Porque a conta à maneira dela, de modo a sair por cima de nós… Afundado-nos ainda mais.

E é esse momento que mais nos custa! Depois de teres empenhado uma vida inteira naquela pessoa, a dar o melhor de ti todos os dias. Recorda-te como um estorvo… Por mais que penses e repenses, não vais conseguir encontrar um motivo para estar a fazer isto… e continuamos… presos no silêncio.

No entanto, nós somos “o bandido”.

 

 

Anúncios

Não é apenas mais um dia… É o dia!

Publicado em Atualizado em

tumblr_static_tumblr_l5u3xzmwqm1qajf5yo1_500_large

Faz um pouco mais de 12 horas que começou um novo dia… e amanhã começará outro! E o que irá ficar deste?

Levantaste-te cedo para sentir a frescura matinal e dizer “Bom dia” aos que amas? Tomas-te aquele pequeno almoço à pressa para não te atrasares para o trabalho ou aulas? E antes disso… puseste as tuas músicas favoritas para conseguires acordar, conseguir vestir-te e preparar-te para sair de casa? Chegaste ao trabalho/aulas e contagiaste o redor com a tua alegria, ou perfume!? Na pausa para almoço, contaste as novidades boas e más aos teus amigos e colegas?

Pois;

Agora faz o seguinte, passa todas estas questões para afirmações na primeira pessoa, sente e pensa como teria sido, ou será se assim o fizeres!

A vida é perfeita se souberes encontrar a felicidade nas coisas mais simples e que nos preenchem os dias. Não fiques triste por não puderes ir a um concerto no mês que vem, fica sim feliz, por amanhã teres um motivo para saíres de casa e veres o brilho do sol!

PS: Não fiques em casa a ver o tempo passar… e tenta passar o tempo!